sábado, setembro 21, 2019

“Um homem que não se alimenta de seus sonhos, envelhece cedo.” (William Shakespeare)


Um homem que não se alimenta de seus sonhos, envelhece cedo.” (William Shakespeare)

“Opte por aquilo que faz o seu coração vibrar... Apesar de todas as consequências.”(Osho)

Há quem diga, ou de outro modo, talvez seja um dito popular que “o primeiro passo para mudar de vida é “parar com as nossas queixas”. Parar ou melhor deixar de vez de contar e recontar o mesmo drama, que só está dentro da nossa cabeça. Parar com o contar e recontar do mesmo drama às pessoas que estão à nossa  volta. Quero relembrar que, talvez, as únicas pessoas que “apreciam” alguém que se queixa são outras pessoas que também gostam de se queixar… e até comparam problemas, a ver quem tem o problema maior……na verdade, há certos momentos que até mostramos o nosso “enfado” para aqueles que tem esse comportamento…foge dessa gente e não sejas tu uma dessas pessoas! “As melhores e as mais lindas coisas do mundo não se podem ver nem tocar. Elas devem ser sentidas com o coração.”(Helen Keller)
Quem na vida tem e luta por ter atitudes e comportamentos positivos, mais tarde ou mais cedo realiza coisas muito boas, não tem tempo nem paciência para pessoas que demonstram a parte negativa da vida. Não esperes aquele momento de “arrependimento” mais comum a todas as pessoas quando percebem que a sua vida está a chegar ao fim.” Queria ter vivido a minha vida como queria e não da forma como os outros queriam”, pois nesses momentos, sempre fica mais fácil ver quantos sonhos ficaram para trás, e poucos percebem que o tempo que passou e se deixou passar, sem aproveitá-lo, é irrecuperável.As pessoas comuns pensam apenas como passar o tempo. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo.”(Arthur Schopenhauer)
 É por isso que te relembro para viver o teu dia a dia em paz, com alegria, superando as dificuldades, e partilhando os teus sucessos. Os sucessos e a superação são o que eleva as outras pessoas, e não as queixas. Qualquer um de nós se pode sentir inspirado pela tua história de superação, mas ninguém se interessa com as tuas queixas. “Apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é, por si só, uma vida”.(Sêneca)
Uma das coisas mais belas da vida é olhar para o céu, contemplar uma estrela e imaginar que muito distante existe alguém olhando para o mesmo céu, contemplando a mesma estrela e murmurando baixinho: "Que Saudade!" A vida é cheia de coisas simples! As coisas mais simples são, quase sempre, as mais belas, as que nos marcam, que nos preenchem a alma. A simplicidade de uma rosa vermelha, de uma noite de luar com o céu repleto de estrelas cintilantes, as ondas que enrolam na areia e deixam a espuma com "desenhos sugestivos", o nascer do Sol, especialmente quando surge detrás duma montanha, chegando até nós ou então um pôr do sol, à beira-mar ou ainda a luz da Lua reflectida no mar, deixando parecer que nas ondas estão a boiar cardumes de peixes cor de prata. Eu sei lá! Tantas e tantas coisas simples, bonitas e cheias de vida que nos fazem simplesmente gostar de viver. “Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.”(Augusto Cury)


quarta-feira, setembro 18, 2019

“A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar”. 
(Paul Valéry )


A vida ainda não terminou. E já dizia o poeta que os sonhos não envelhecem...” (padre Fábio de Melo)

 Há algum tempo descobri que, talvez, a única coisa que nos impede de progredir é o “um peso” que ao longo dos tempos, fomos acumulando: Camadas e camadas de “pó” acumuladas por quem nos disse que: …não podíamos fazer isto ou … não podíamos fazer aquilo, … que não somos mais do que os outros, ou … que temos de ter em conta naquilo que os outros vão ficar a pensar de nós. Não temos dúvidas que estas situações abrangem como maior ou menor incidência a nossa vida na sociedade em geral, e também, os podemos considerar que as mesmas atitudes  são uma forma de violência psicológica que fazem, e fazemos, sobre nós próprios, fazendo aquilo que nos torna de certo modo um viver a vida “infelizes. “Nunca existiu uma pessoa como tu antes, não existe ninguém neste mundo como tu  agora e nem nunca existirá. Vê só o respeito que a vida tem por ti. Tu és uma obra de arte — impossível de repetir, incomparável, absolutamente única.”(Osho)
Quando nascemos, somos folhas em branco, mas entretanto somos expostos a um conjunto de regras, influências e experiências que formam o nosso mundo, ou pelo menos a lente através da qual vemos “esse mundo. Aquilo que quase sempre somos levados a julgar como “humildade”, que por vezes, ou quase sempre, nada mais é do que nos dizem para “baixar a bola” e fazer o que nos mandam ou o que os outros querem que nós façamos, nada mais é que a “escuridão” que tapou a “luz que precisamos para brilhar. Precisamos ter orgulho das nossas particularidades e não passar a vida apenas tentando copiar o que é alheio. Ame e sinta orgulho pelo facto de ser genuíno, pois esta é uma das qualidades mais admiráveis que alguém pode ter. “Não tente achar um atalho, porque não há atalhos. O mundo é uma luta, é árduo, é uma tarefa penosa, mas é assim que a pessoa chega ao pico.”(Osho)
Hoje chegou o momento de dar esse primeiro passo que sabes que tens de dar, e amanhã dá o passo que lhe pertence. Jamais, por hipótese alguma, não devemos, nem podemos ficar amedrontados, de modo a que sejamos levados a deixar de lado o nosso propósito e parar por não acreditar no nosso potencial e qualidades humanas, na nossa capacidade de se superar, de se reerguer, de se levantar e dizer que é mais que “um vencedor”, mesmo não tendo fundamentos para validar tal afirmação, mas só pelo facto de ter convicção de que há uma probabilidade maior de que os sonhos sejam concretizados, ainda assim manter essa confiança, essa valentia de permanecer firme e forte, de se sustentar de pé mesmo fraco, cansado e sem forças, mas não se deixando levar pelas ventanias ferozes que sopram em nós, nesse destino que nos é traçado na vida. Essa é a regra: não desistir, persistir, insistir, pois podemos não ser capazes de atender às nossas necessidades todas as vezes que as expressamos , mas se tal acontece será  apenas porque não podemos, em determinado momento,  atender às nossas necessidades, isso não significa que as nossas necessidades não merecem ser conhecidas. “É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.”(Clarice Lispector)
 O nosso valor tem que ser colocado bem alto para inspirar outras pessoas. Não será um sentimento “péssimo” o de pensarmos que não temos valor? Que não somos apreciados pelo que fazemos e pelo que somos? Não temos mais de tolerar as “comportamentos de imbecilidades” de ninguém, muito menos de quem nos tenta puxar para baixo e ficar na mediania, ou abaixo dela. “Que sei eu do que serei eu que não sei o que sou? Ser o que penso? Mas penso ser tanta coisa! E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!”(Fernando Pessoa)

terça-feira, setembro 17, 2019

Sonhos são projectos que fazemos para construir a realidade.

Sonhos são projectos que fazemos para construir a realidade.

 “Sou sempre eu mesmo, mas com certeza não serei o mesmo para sempre...”(Clarice Lispector)

Quando conversamos com alguém, sempre acontece que há pessoas que dizem coisas e outras que transmitem ideias. Na verdade quando dizem coisas parece-nos que é sempre uma perda de tempo, para os dois ou para um grupo, mas de facto, há muitas situações assim, ou porque não há nada de interessante para dizer ou porque não há nada de interessante para perguntar. No tocante aquelas que nos transmitem ideias, é e será sempre um exercício saudável de conversação, que tem efeitos didácticos e respeita a inteligência, de quem fala e de quem escuta! A razão é muito simples pois acrescenta conhecimento, soma saber e é a prova de que a união do saber com a experiencia é uma valor absoluto que não se pode substituir por outro qualquer. Como disse Nicolau Maquiavel: “Poucos vêem o que somos, mas todos vêem o que aparentamos.”
 A este propósito creio que constitui sempre uma surpresa quando a vida nos mostra situações das quais jamais imaginamos viver. Talvez possamos viver situações semelhantes, mas a realidade é que não nos lembramos de tudo exactamente ao certo como aconteceu. Temos opiniões bem formadas a respeito de tudo. Temos uma mente aberta, pelo menos a minha julgo que é, querendo sempre, pelo menos é o que afirmamos, quebrar tabus impostos pela sociedade. Mas temos somente essa oportunidade para fazer desta vida, uma , duas, três ou “até mais vidas”! Ou pelo menos julgamos isso! O mais incrível disto tudo é que, de facto, temos que fazer tudo na nossa própria vida. … em certos momentos julgamos que não…mas temos apenas uma vida para viver. Aliás, não teria graça voltar e fazer tudo de novo.  Como disse Fernando Pessoa:Eu sei que não sou nada e que talvez nunca tenha tudo. Aparte isso, eu tenho em mim todos os sonhos do mundo.”
Mesmo com as minhas ideias e ideais por vezes condenadas por alguns poucos e admiradas por alguns  muitos, pelo menos é essa a minha convicção, vou seguindo a minha vida da maneira que me parece a mais acertada,  e que nesta estrada que sigo, o piso está certo! Todos sabemos que há pessoas que olham para o caminho todo e parece tão longo e difícil que nem dão sequer um primeiro passo! Na verdade um caminho longo e difícil é percorrido com passos curtos e fáceis. Muitas pessoas não sabem disto e desperdiçam as suas vidas sem chegarem a lugar nenhum. No entanto, temos de entender que o mais importante é que quanto mais difícil nos leva a superar as dificuldades, maior é a solidez do alcançado e a lição que nos fica dessas situações. “Não tente achar um atalho, porque não há atalhos. O mundo é uma luta, é árduo, é uma tarefa penosa, mas é assim que a pessoa chega ao pico.”(Osho)
No nosso caminho encontramos amigos, alguns menos amigos, (há quem considere inimigos) e certamente, talvez, muitos lugares. Tudo se guarda na bagagem da vida. Para que quando aberta, nós possamos dizer: Valeu a pena lutar e ter carregado isto. A vida é algo que nunca será descoberta. Ainda sim, temos que fazer dela uma verdadeira incógnita, para que nunca seja descoberto o verdadeiro segredo de como viver. Pensando bem, o segredo está dentro da gente. Basta querer “enxergar” o que nos rodeia. Como disse Augusto Cury: “Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso ou pessoas fracassadas. O que existe são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles.” É por isso que, basta concentrarmo-nos um pouco para percebermos que nada mais é preciso para fazer uma viagem, por muito longa que a mesma seja, de que pôr um pé à frente do outro, e de que não precisamos de ver a estrada toda para darmos o próximo passo! “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos“. (Charlie Chaplin 1889 – 1977)

Hoje dia 17 de Setembro


terça-feira, setembro 10, 2019

“Never give up on your dreams!” (Augusto Cury)

“Never give up on your dreams!” (Augusto Cury)

“When you don't have what you like, you have to like what you have. (Eira de Queirós)

We all have a tendency to hold “the world around us” responsible for what we consider to be our failures. Without realizing it, we are becoming victims of our destiny. This is more or less where guilt never finds anyone who wants it, that is, who assumes it, who is never found nor anyone accepts to be the culprit (ie guilt never "marries", nobody wants to "marry" she dies single). In general, we think that the fault lives out there, it is the fault of others, the weather, the taxes, the circumstances, the bad luck etc ... it is the fault of everyone but ourselves. If we think about the destiny of the human being, it is to continue to dream because it will be his great challenge. As Cora Coralina said: “True courage is going after your dreams even when everyone says they are impossible.”
It becomes clear that at certain times in our lives we all have to deal with circumstances outside ourselves. When we have a project, when we want to achieve something we dream about, we are always dependent on many factors we cannot control. Of course, blaming all these circumstances makes us feel better about ourselves, we think it even helps us justify ourselves. However, the "victim of circumstances" is surrendering, saying that she will do nothing. But instead of being the victim, you can choose to BE the cause, BE the circumstances, because you can do something to CHANGE the situation. When we say that guilt dies unmarried, we mean that neither the perpetrators are found nor anybody else wants to accept responsibility for the potentially damaging facts. However, it is always possible to create something new, it is always possible to produce something, even if it is not exactly what you originally had in mind. Adapt, think, redefine .. and make it happen! “To be an entrepreneur is to make dreams come true, even if there are risks. It is facing the problems, even without having strength. It is walking through unfamiliar places, even without a compass. It is taking actions that no one has taken. It is to be aware that whoever wins without obstacles triumphs without glory. It's not expecting an inheritance, but building a story ... How many projects have you left behind? How many times have your fears blocked your dreams? Being an entrepreneur is not waiting for happiness to happen, but winning it. ”(Augusto Cury)
In fact, we must know that in the face of all the obstacles in life we ​​cannot give up dreaming and fighting for our goals. As someone has said, "who dreams makes the world grow." Dreams are fuel to keep us standing. Those who dream live longer. The motto is to dream and never give up. We must all be eternal dreamers and dream and conquer everything we ever dreamed. Never give up on your dreams. Never give up on yourself, don't fight for easy things, fight for the hard ones, no matter how hard it is, don't give up on them, because if you succeed or not, in the end you can say "I fought", and that will make you a winner. . Do not give up because of the arduous walk, nor because it is complicated, remember that the things considered most impossible for humanity, were acquired by the simple fact of persevering, not giving up and fighting. "Imagination is more important than science, because science is limited, while imagination spans the whole world." (Albert Einstein)

“Nunca desista dos seus sonhos!” (Augusto Cury)


“Nunca desista dos seus sonhos!” (Augusto Cury)

“Quando não se tem aquilo que se gosta é necessário gostar-se daquilo que se tem. (Eça de Queirós)

Todos nós temos a tendência em responsabilizar “o mundo que nos rodeia” por aquilo que consideramos ser os nossos fracassos. Sem darmos por isso estamos a  tornarmo-nos vítimas do nosso destino.  Será mais ou menos isto em que a culpa nunca encontra quem a queira, ou seja, quem a assuma, que nunca se encontra nem ninguém aceita ser o culpado (ou seja, a culpa nunca se “casa”, ninguém quer “casar” com ela, morre solteira). No geral, pensamos que a  culpa mora lá fora, a culpa é dos outros, do tempo, dos impostos, das circunstâncias, da falta de sorte etc... a culpa é de todos, menos de nós próprios. Se pensarmos  o destino do ser humano, é continuar a sonhar pois será o seu grande desafio. Como disse Cora Coralina : “A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos mesmo quando todos dizem que eles são impossíveis.”
Torna-se claro que em certos momentos da nossa vida  todos nós temos de lidar com circunstâncias externas a nós próprios. Quando temos um projecto, quando queremos alcançar algo com que sonhamos, estamos sempre dependentes de muitos factores que não conseguimos controlar. É claro que culpar todas essas circunstâncias nos faz sentir melhor connosco próprios, julgamos que até nos ajuda a justificar-nos. No entanto, a “vítima das circunstâncias” está a render-se, está a dizer que não vai fazer nada. Mas em vez de ser a vítima pode escolher SER a causa, SER as circunstâncias, porque assim pode fazer algo para MUDAR a situação. Quando dizemos que a culpa morre solteira, queremos significar que nem se encontram os responsáveis nem ninguém quer aceitar a responsabilidade pelos factos eventualmente danosos. No entanto, é sempre possível criar algo novo, é sempre possível produzir algo, mesmo que não seja exactamente aquilo que tinha em mente inicialmente. Adapte-se, pense, redefina-se.. e faça acontecer! “Ser um empreendedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É tomar atitudes que ninguém tomou. É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória. É não esperar uma herança, mas construir uma história... Quantos projectos  deixou para trás? Quantas vezes os seus temores bloquearam seus sonhos? Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.” (Augusto Cury)
Na realidade, temos que saber que diante de todos os obstáculos da vida não podemos desistir de sonhar e  lutar pelos nossos objectivos. Como já alguém disse “quem sonha faz o mundo crescer”. Os sonhos são combustível para nos manter de pé. Quem sonha vive mais. O lema é sonhar e nunca desistir. Todos nós devemos ser  uns eternas(os)  sonhadoras(os) e irmos sonhando e conquistando tudo que um dia sonhamos. Nunca desista de seus sonhos. Nunca desista de si própria, não lute por coisas fáceis, lute pelas difíceis, por mais que seja difícil não desista delas, pois tendo sucesso ou não tendo sucesso, no final poderá dizer “eu lutei”, e isso já fará de ti um vencedor. Não desista por causa da caminhada árdua, e nem por que é complicado, lembre-se que as coisas consideradas mais impossíveis para a humanidade, foram adquiridas pelo simples facto de se perseverar, não desistir e lutar. “A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro”. (Albert Einstein)

sexta-feira, setembro 06, 2019

“O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.”(Fernando Pessoa)


“O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.”(Fernando Pessoa)



                                                   
“Não há saudades mais dolorosas do que as das coisas que nunca foram.”(Fernando Pessoa)

Às vezes acordo com saudades de sítios onde nunca estive......e dou comigo a pensar, se será só a mim que isto acontece? Há aquele pensamento de que a vida vivida deve ser sentida e reconhecida, abraçada e entrelaçada, partilhada e saudada. Talvez por isso, sinto saudades de subir o rio Douro de barco e regressar de comboio, de fazer a ligação da estrada N2, em Portugal, de passear na grande muralha na China, por onde nunca andei, de ver as pirâmides de Gizé, que nunca vi,  de andar nas ruas de Praga onde nunca estive ou visitar a Capadócia, que é uma região histórica, na Turquia onde nunca fui ………, coisas que só fiz em sonhos.... já dizia Augusto Cury que, “sem sonhos, a vida é uma manhã sem orvalhos, um céu sem estrelas, um oceano sem ondas, uma vida sem aventura, uma existência sem sentido.”   Sonhamos com locais, onde nunca estivemos, mas que nos fazem sentir saudades! Sentimos saudades de locais, onde nunca estivemos, mas parece que já lá morámos! Tenho saudades de cada passo que dou em ruas onde nunca pus os meus pés, de cada pôr-do-sol em locais onde nunca estive, de cada pinga de chuva, de cada café, de cada mergulho, de cada pessoa desconhecida que vi uma vez na minha vida e apenas de passagem, de cada copo de vinho, de cada cheiro novo …."Se seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo; agora construa os alicerces."(Dalai Lama)
Eu sou também os sítios que não conheço. Hoje, neste preciso momento, eu já sou todos os sítios onde nunca estive. Afinal é para lá que eu estou a caminhar e é nesse sentido que eu estou a levar a minha vida. Se tudo se vai concretizar? Isso logo se vê. Sou um ponto minúsculo deitado num banco de jardim, mas ainda assim grande o suficiente para ter o mundo em mim. Estou exactamente onde quero estar. Hoje, é aqui onde eu quero estar. Mas, como disse Fernando Pessoa: “Se estiver tudo errado, comece novamente. Se estiver tudo certo continue.” A vida é mesmo surpreendente, pois quando se imagina que nada mais poderia nos surpreender, somos surpreendidos. Seria tão bom se pudéssemos prever o futuro. Mas como saber do futuro se todos vivemos no passado? Para sonhar basta dormir, mas para se viver o sonho é preciso estar acordado, mesmo a minha própria imagem reflectida no espelho é uma visão do passado, pois temos que considerar o tempo que a luz leva para reflecti-la, bem como a fracção de segundo que meu cérebro leva para interpretá-la. “Já tive noites mal dormidas, perdi pessoas muito queridas, cumpri coisas não-prometidas. Muitas vezes eu desisti sem mesmo tentar, pensei em fugir, para não enfrentar, sorri para não chorar. Eu sinto pelas coisas que não mudei, amizades que não cultivei, aqueles que eu julguei, coisas que eu falei. Tenho saudade de pessoas que fui conhecendo, lembranças que fui esquecendo, amigos que acabei perdendo. Mas continuo vivendo e aprendendo. "(Martha Medeiros)

sexta-feira, agosto 30, 2019

Sonhar, viver, acordar para mais um dia e agradecer!.


Sonhar, viver, acordar para mais um dia e agradecer!.



 Viva no presente, aproveite-o ao máximo, isso é tudo que tem.“ (Margaret Atwood)

 Sonhar, viver, sorrir e, por certo, todos os dias , no geral devíamos  agradecer. Agradecer a vida. Agradecer o poder sonhar. Agradecer por ainda poder sorrir. A gratidão dá sentido ao nosso passado, traz paz para o hoje, e cria uma visão para o amanhã.  Ser grato sempre, pois a gratidão é o que cada um de nós tem de carregar dentro de si, saber ver o que se passa, ser paciente, porque tudo tem o seu tempo…. “Sou muito grato às adversidades que apareceram na minha vida, pois elas me ensinaram a tolerância, a simpatia, o auto-controle, a perseverança e outras qualidades que, sem essas adversidades, eu jamais conheceria”.(Napoleon Hill)
Por vezes, esquecemos que há um tempo em que é preciso abandonar “as roupas usadas”, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.... Precisamos ser gratos pelo que se tem, ainda que o que se tenha não seja tudo o que queremos; ser gratos
por ter saúde, por ter amigos, por ter trabalho, por ter um prato de comida, e um canto pra voltar quando termina o dia... Precisamos ser gratos  por nos ter sido dada a oportunidade de viver; ainda que a nossa história nem sempre seja bem como a gente queria que fosse; precisamos ser gratos por ouvir, falar, escutar, olhar, amar! Precisamos ser gratos por andar, enquanto tanta gente não tem essa sorte; ser gratos pela existência de um céu tão lindo sob as nossas cabeças, por um planeta tão cheio de vida sob os nossos pés... Precisamos ser gratos por ter amigos, ainda que a sua quase totalidade se “contacte” através do “Messenger”! Precisamos ser gratos por existir!  Como disse Augusto Cury :“Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.”  
Não se esqueça que não encontramos ninguém nesta vida por um simples acaso, pois cada pessoa que encontramos é um teste, uma lição, um presente. Então sejamos solidários, amigos, irmãos daqueles que nos rodeiam, e que convivem no nosso quotidiano. Sejamos uma fonte de alegria, de paz, de amor e de esperança. Pensando bem não podemos perder as oportunidades de interferir de maneira positiva na vida do outro. É nossa missão como pessoas! Ter a oportunidade de ser caminho... as pessoas vão passar pela nossa vida e à medida que tivermos a oportunidade de ser o lugar por onde elas passam, sejamos o melhor caminho que pudermos ser. “Não sabemos quanto tempo nos resta, não podemos desperdiçá-lo lamentando coisas que não podemos mudar.” (Stephen King)
Todos sabemos ou temos a noção de que a vida é boa demais para nos preocuparmos com coisas que “são consideradas fúteis.” Na vida temos que lidar com tudo. Ou será a vida que nos “lida” e que nos ensina a aprender em  cada dia um pouco de tudo? Todos temos  sensação de que uma vida é muito pouco para viver tudo que desejamos e sonhamos.  É por isso que devemos viver sem medo. A vida é boa demais e nós somos melhores ainda. Viva agora, hoje,  faça o que tem que ser feito… “A vida já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo.” (Victor Hugo)
 Todos nós gostaríamos que acontecesse algo surpreendente na nossa vida. Mas, por vezes ou quase sempre, não fazemos absolutamente nada para que isso possa acontecer.(ou aquela situação de sonharmos ter ganho o euromilhões sem ter jogado…). Seja humano, e faça com que a sua vida lhe mostre o quanto ela pode ser surpreendente. Mas, lembre-se sempre: NADA ACONTECE POR ACASO. “As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas, elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.”(Clarice Lispector)

segunda-feira, agosto 26, 2019

“Mas o que há para lá do sonhar?” (Vergílio Ferreira)


“Mas o que há para lá do sonhar?” (Vergílio Ferreira)

“Um sobrevivente é capaz de lutar para além das forças humanas(anónimo)

Cada um de nós trava diariamente uma batalha particular entre as grandiosas fantasias que tem para si e o que realmente acontece. Todos sabemos ou devíamos saber que isso é um  caminho da ilusão e, por isso, vamos tentando descobrir qual é a nossa realidade  ou quando conseguimos sair dessa batalha mental! Como disse  Friedrich Nietzsche“O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.” Esta ideia do filósofo foi mostrar como somos capazes de aprender e ficar mais fortes emocionalmente a partir das nossas experiências de vida, incluindo (e principalmente) as mais difíceis e dolorosas. Lutar, persistir, insistir, correr atrás, por vezes do vento…., passar algumas noites sem dormir “direito”, mas nunca desistir de seus sonhos , acredite que é capaz, “olhe-se” a um espelho e diga e repita para si mesmo…”sou capaz”  , pois mais ninguém  pode “tornar” os seus sonhos reais! 
Não desistir é continuar uma caminhada sem abrir mão de lutar pelo que são os  objectivos da sua vida, é  impor-se e fazer o que for preciso para alcançar o mérito desejado, é não deixar de ser quem somos para agregar um valor ao nosso eu que não nos representa, é não permitir que o que dizem tenha influência para nos confundir no que diz respeito ao que tomamos como princípios, e como valores, daquilo que nos proporciona uma qualidade de vida confortável, é não deixar que a frieza humana  “apodere-se” do nosso calor alegre, dos nossos sentimentos, do nosso modo de viver a vida….. “É muito melhor lançar-se em busca de conquistas grandiosas, mesmo expondo-se ao fracasso, do que alinhar-se com os pobres de espírito, que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem numa penumbra cinzenta, onde não conhecem nem vitória, nem derrota.” (Theodore Roosevelt)
Ao longo da nossa existência temos de aprender a lidar com os altos e baixos da vida (pelo menos é o esperado que seja isso que  façamos). A experiência de vida  é formada a partir da reflexão que fazemos das situações passadas. A partir daí, estaremos preparados para enfrentar episódios semelhantes no futuro. É continuar mesmo na dor, mesmo no medo, mesmo na incerteza, mesmo na frustração, mas ainda assim ter na nossa essência a certeza que de que as adversidades são transitórias e que lá mais para “ frente tudo pode ser diferente...”com alguma paciência e saber esperar. No entanto, por mais experientes  que sejamos ou nos tornemos, nunca estaremos cem por cento preparados para coisas inesperadas ou inéditas que nos vão aparecendo pela frente. Por esta razão, tenhamos a consciência de que nunca sabemos demais, nunca estamos totalmente prontos, sempre temos algo a ser aprendido.” A experiência é uma lanterna dependurada nas costas que apenas ilumina o caminho já percorrido.”(Confúcio)
Não desistir é permitir-se ser feliz, conhecer novos horizontes, dar a oportunidade de viajar, conhecer novos lugares, mesmo que esses “lugares” sejam fictícios ou “povoem” os nossos sonhos, que sejam os frutos da nossa imaginação, mesmo que não venhamos sair do lugar fisicamente, deixemo-nos aflorar pelo que nos completa, pelo que nos preenche, pelo que nos envolve de maneira que haja um despertar para o conceito de que acreditar no futuro vale a pena, lutar vale a pena, seguir vale a pena….  mais que nos pareça obscuro, negro, sem saída, inviável, tarde demais, ou  incerto, inseguro...  “Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota”. (Madre Teresa de Calcutá)

“Cuidado por onde andas, que é sobre os meus sonhos que caminhas.” (Carlos Drummond de Andrade)


“Cuidado por onde andas, que é sobre os meus sonhos que caminhas.” (Carlos Drummond de Andrade)

  “Nós vemos a palha nos olhos dos outros e não a viga no próprio.” (Fernando Pessoa)

 A gente tem todos os motivos, na nossa vida, para optar por algo que se nos apresenta e parece maravilhoso. Nós trocamos ideias e percebemos daí diversas vantagens. E, muitas vezes, são argumentos consistentes e que fazem total sentido, porém, não o sentido das nossas expectativas e como diz o povo “do nosso coração.”
Há uma frase atribuída a Francis Bacon que exprime claramente este pensamento. “Não há comparação entre o que se perde por fracassar e o que se perde por não tentar.” Julgamos que agimos de modo racional, de acordo com os padrões da sociedade, mas na realidade estamos a ”enganar-nos” e escolhemos aquilo que nos padrões da sociedade, pensamos poder ser melhor, mas que para nossa alma não o será. Então, a gente opta pelo emprego que paga mais, mas nos faz menos feliz. Pelos amigos que nos proporcionam mais, mas nos fazem menos bem. Vivemos na cidade que nos basta e não na dos nossos sonhos. Seguimos os valores impostos pela sociedade e não os nossos próprios e genuínos, entrando numa  vida de ilusão onde a gente finge que é feliz para os outros, mas, definitivamente, não nos sentimos como tal. “As pessoas preferem acreditar naquilo que elas preferem que se seja verdade, esquecendo-se que  a verdade surge mais facilmente do erro do que da confusão.”( Francis Bacon)
Devemos sempre ter a noção de que quando, na vida, uma porta se fecha para nós, há sempre outra que se nos abre. Em geral, porém, olhamos com tanto pesar e ressentimento para a porta fechada, que não nos apercebemos de que outra se abriu. Não devemos ter qualquer receio de cometer erros durante a concretização dos nossos objectivos, pois os erros e aprendizagem fazem parte do processo de construção da nossa vida. Como disse Francis Bacon “O homem deve criar as oportunidades e não somente encontrá-las.” 
Em grande parte da nossa vida mantemo-nos reféns ,de parte do que entendemos ser os  nossos erros e sem o  querermos não olhamos para os muitos  desafios que pairam sobre nossas cabeças. A vida está cheia de desafios que, se aproveitados de forma criativa, transformam-se em oportunidades. Já Fernando Pessoa dizia  que os seres humanos vivem girando em torno do nada. Não temos ideia de qual é o nosso propósito, muito menos de como vamos alcançá-lo. Iludimos os outros, que por sua vez estão nas mesmas condições que nós. Para o poeta, este é o jogo da vida. Por tudo isso, não devemos depreciar o que fazemos, por menores que os actos possam parecer. "Para realizar grandes coisas, não devemos apenas agir, mas também sonhar; não apenas planear, mas também acreditar”. (Anatole France.)
  O que mais parece insignificante no início pode-nos dar grandes conhecimentos e ensinamentos, assim como abrir portas. Os pequenos passos são os mais importantes: tanto os curtos quanto o longos, altos ou baixos; com eles estão aqueles que caminham nas trilhas que escolhemos. Fernando Pessoa abre uma óptima porta para que possamos ter uma nova perspectiva do mundo que nos rodeia. Porque cada vez que vemos algo por fora, cada vez que julgamos ou cada vez que criticamos aquilo que vemos, há uma parte de nós. Não podemos julgar alguém que critica, pois assim pareceremos o acusado. É como este provérbio: “Quando cria um objectivo, vá até ao fim!” E no dizer de Fernando Pessoa: “Descobri que a leitura é uma espécie de sonho escravizador, se devo sonhar porque não sonhar os meus próprios sonhos.”

“Eu não sou uma sonhadora. Só devaneio para alcançar a realidade.” (Clarice Lispector )


“Eu não sou uma sonhadora. Só devaneio para alcançar a realidade.” (Clarice Lispector )

“A juventude é um disparate, a idade adulta uma batalha, a velhice uma saudade” (DISRAELI).

Que cada um de nós, pessoas únicas, possamos encontrar algo que nos inspire, que nos faça sentir apaixonados pela vida. E aí sim, mergulhemos nisso de cabeça empenhando o melhor de cada um. Trabalhando duro e se apaixonando por aquilo que estamos fazendo. Há, somente é bom ter na memória que também não é bom ficar obcecado. Sentir-se motivado sem dúvidas é algo muito benéfico, mas não pode se tornar doentio. “Nós não podemos mudar as cartas que nos foram dadas, mas apenas o modo como iremos jogá-las. Se eu não estou tão deprimido ou triste como deveria estar, desculpe desapontá-los.“ (Randy Pausch)
Todos nós, mais tarde ou mais cedo sentimos que “somos idosos”, mas todos “desejam” viver ainda uma longa vida, mas que nunca se sinta velho!! A este propósito há que distinguir que    enquanto o idoso leva uma vida activa, plena de projectos e preenche esperanças, O velho vive horas que se arrastam, destituídas de sentido. Enquanto o idoso tem os olhos postos no horizonte de onde o sol desponta, O velho tem a sua miopia voltada para as sombras do passado. Enquanto as rugas do idoso são bonitas porque foram sulcadas pelo sorriso, as rugas do velho são “menos bonitas” porque foram vincadas pela amargura. Enquanto o rosto do idoso se ilumina de esperança. O rosto do velho se apaga de desânimo. Idoso ou velho podem ter a mesma idade cronológica, mas têm idades diferentes no coração!Numa vida normal ninguém consegue escolher como vai morrer, ou quando. Mas, conseguimos apenas decidir como vamos viver. Agora.” (Joan Baez)
Há quem diga que  os sonhos não envelhecem... por isso vai em frente. Quem é rico em sonhos não envelhece nunca. Não é verdade que as pessoas param de perseguir os sonhos porque elas envelhecem, elas envelhecem porque param de perseguir sonhos. O tempo não envelhece, o que não amadurece são os seus sonhos, quando se perde em algum lugar nessa ininterrupta transição entre fases. Não basta crescer é preciso viver! Os sonhos não envelhecem, ideias são imortais. O tempo de fazer as mudanças, de semear frutos para o futuro é agora. Ao invés de se focar no que fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda há de ser feito. Seguir sempre em frente é a melhor decisão que podemos ter, seguir em frente sempre com o mesmo sorriso no rosto e firmeza nas decisões. “Mesmo que estejamos caminhando para a velhice, para a morte, a única coisa que não envelhece são os sonhos.”(Swami Paatra Shankara)
Muitos relacionam a velhice com solidão, como se esta fosse um comportamento esperado quando as pessoas ficam mais velhas. Sabemos que a solidão não ocorre somente na velhice. Ela está presente noutros outros períodos da vida. Ao longo da vida estamos expostos a eventos positivos e negativos que colaboram para que possamos adoptar um comportamento de solidão em algum momento. Entretanto, aquela teoria de “se deixar levar” não significa, de forma alguma, entrar num estado de “piloto automático” e permitir que as coisas aconteçam dependendo somente da sorte ou da inércia. Todos nós controlamos o leme de nossas vidas e sabemos que rumo tomar, e guiaremos nossos dias enfrentando ventos e tormentas.
MAS LEMBRE-SE.. Deixe-se levar por ventos suaves, saia de sua zona de conforto e avance por essas ilhas desconhecidas, mantenha a mente aberta, os olhos acordados e o coração receptivo. A vida não é planeada, simplesmente acontece, mas é preciso saber ver as coincidências porque, às vezes, A VIDA NÃO É ESPECIALISTA EM DAR SEGUNDAS OPORTUNIDADES… “ O tempo que passa não passa depressa. O que passa depressa é o tempo que passou. Não queiras saber tudo. Deixa um espaço livre para te saberes a ti. Vive a vida o mais intensamente que puderes. Escreve essa intensidade o mais calmamente que puderes. E ela será ainda mais intensa no absoluto do imaginário de quem te lê. De todos os sonhos do homem, a única coisa que não falhou foi o sonho. E é por isso que ele continua. Não penses que a sabedoria é feita do que se acumulou. Porque ela é feita apenas do que resta depois do que se deitou fora. (Vergílio Ferreira)

terça-feira, agosto 20, 2019

“Não deixe que os seus medos tomem o lugar dos seus sonhos.”(Walt Disney)


“Não deixe que os seus medos tomem o lugar dos seus sonhos.”(Walt Disney)

“Nós morremos. Esse pode ser o significado da vida.” (Toni Morrison)

Há momentos na nossa vida que temos o dever de nos relembrar a nós mesmos que não temos de ser perfeitos. É nessas alturas que podemos sonhar com tudo aquilo que quisermos. Seja, por principio  sempre o que quer ser, porque é bom relembrar que possui apenas uma vida e nela só se, quase sempre o mesmo sempre, tem uma “oportunidade” de fazer aquilo que se quer. A vida é curta, embora por vezes julgamos que tempo todo o tempo do mundo,  mas as emoções que podemos deixar, essas duram uma eternidade. Podemos e devemos brincar, mas nunca podemos esquecer que, mais tarde ou mais cedo, um dia se morre. “Nós morremos. Esse pode ser o significado da vida. Mas nós fazemos a linguagem. Essa pode ser a medida das nossas vidas.” (Toni Morrison)
Uma verdade só é verdade quando levada às últimas consequências. Até lá não é uma verdade, é uma opinião. É importante lembrar que cada pessoa interpreta a realidade com seus filtros de crenças, experiências e vivências individuais, e assim cria a sua própria verdade pessoal, que simplesmente é o que é, que vem antes da interpretação da realidade que nos leva a ter uma opinião, criando as nossas verdades pessoais. Talvez seja por isso que Toni Morrison disse que: “Para descobrir a verdade sobre como os sonhos morrem, nunca devemos tomar a palavra do sonhador.
A todos já aconteceu e acontece surgirem de repente uma ideia ou ideias  na nossa mente, a causa para isso também está na nossa cabeça. As ideias digamos, “menos felizes “a que generalidade das pessoas sentem “como um castigo”   ou que “tiveram ou azar”,  vem nada mais nada menos também do nosso imaginário. Temos todos a sensação que existe algo que nos controla de dentro e faz tomar decisões erradas ou certas. Se forem ideias felizes as pessoas pensam que “tiveram sorte”!. Ora como disse Séneca:“ Sorte é o que acontece quando capacidade encontra-se com oportunidade . ”
É por isso, que para quem sonha triunfar ou ter sucesso, há sempre três palavras: foco, disciplina e sacrifício. Foco num sonho. Tens de sonhar e lutar sempre por esse sonho; disciplina e sacrifício porque não há outra forma de triunfar (ter sucesso na vida). É preciso trabalhar muito e saber superar as dificuldades que sempre vão surgir. “Existe um momento na vida de cada pessoa que é possível sonhar e realizar os nossos sonhos... e esse momento tão fugaz chama-se presente e tem a duração do tempo que passa..” (Mario Quintana)
Como alguém afirmou “este mundo é regido pela lei de causa e efeito”. Assim sendo quer os factos quer os acontecimentos tem uma causa: a ideia que surge repentinamente. A existência de  uma causa que não é obra do acaso. Creio até que exista uma regra, uma lei mental que determina a sincronização da pessoa, local e hora para acontecer o encontro. É a chamada lei da atracção é uma das leis mentais. Nós sempre queremos que as respostas dos outros sejam eco dos nossos pensamentos. A lei da atracção promove esse circulo que “chamamos de vida” e os nossos problemas só representam a dinâmica de estar vivo - apenas os vivos sofrem e tem problemas... quando erramos, isso não quer dizer que somos errados, apenas que somos humanos. Para Maslow existe uma hierarquia de necessidades que todos buscam suprir. Ela começa pelas necessidades fisiológicas, passa pela segurança, pelo amor, chega até à autoestima e a confiança nos outros e termina na realização pessoal. Para chegar até o topo, às vezes é preciso arriscar. Quando se arrisca, há sempre duas possibilidades: o sucesso ou a falha. Não permita que o medo de falhar seja o real motivo que o impede de vencer. “Há sempre a escolha entre voltar atrás para a segurança ou seguir em frente para o crescimento. O crescimento deve ser escolhido uma, duas, três e infinitas vezes; o medo deve ser superado uma, duas, três e infinitas vezes. (Abraham Maslow

“Tudo o que vemos ou parecemos,não passa de um sonho dentro de um sonho.”(Edgar Allan Poe)


“Tudo o que vemos ou parecemos,não passa de um sonho dentro de um sonho.”(Edgar Allan Poe) 

                               A vida é uma sucessão contínua de oportunidades.”(Gabriel García Márquez)

Há alguns poucos momentos na nossa vida em que de repente tudo o que fazia sentido muda do dia para a noite e,  “parece-nos” que  nos sentimos um completo sei lá o quê. É, a confusão que às vezes é tanta que nem sequer a  sabemos definir. Não com palavras. Aliás, com nada, afinal, como é que nos vamos   definir sem “ter palavras”? Tal como disse  Dom Hélder Câmara :“agora que a velhice começou ou já chegou, preciso aprender com o vinho a melhorar envelhecendo e, sobretudo, a escapar do terrível perigo de, envelhecendo virar vinagre.” Mas, não posso deixar de pensar que andamos  para aqui atrás de qualquer coisa e depois a vida “prega-nos estas partidas”, fazendo-nos sentir a mágoa e angustia e de coisas que não sabemos explicar e que, por norma, tem a ver com o nosso passado. Disse Robert Green Ingersoll que, “na vida não há prémios nem castigos. Somente consequências.” Mas, nada disto me faz sentido hoje. Bem sei que alguns dirão que estou a ser egoísta a pensar nisto nos tempos que, admito que são o passado, ou no dizer de Albert Einstein,” a distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente.” Mas não faz mesmo sentido . Nada faz. Já me sinto algo farto de pensar no sentido da vida. E, podem querer que não o encontro. Sei que tenho uma enorme saudade dos “tempos que já foram”, mas também sei e tenho plena consciência que não voltam mais, sendo que a  saudade é a maior prova de que o passado valeu a pena. E, quando sentimos que erramos no nosso caminho é preciso recomeçar, pois só assim podemos descobrir que não “há vidas perfeitas” e, devemos usar “ as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.  Jamais desista de si mesmo. Jamais desista das pessoas que amamos. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de factores a demonstrarem o contrário.” (Augusto Cury)
O sentido da vida existe para ser constantemente por nós procurado. Às vezes, somos levados a pensar que as “coisas boas caiem do céu aos trambolhões”, mas não é assim, por isso não fique parado(a) à espera que as coisas boas da vida lhe aconteçam.  A vida faz sentido quando enches o peito e acreditas em ti. Respira fundo, enche-te de esperança… A vida faz sentido quando decides dar-lhe sentido! Sê a tua própria bússola, a vida tem todo o sentido, quando sabes quem és e o que queres não precisas de nada mais! A vida faz sentido quando agradeces cada dia de vida. A vida faz sentido quando desatas nós e procuras criar laços. A vida faz sentido quando percebes que não tens nada para provar a ninguém e que deves viver a tua vida (como sabes, como queres e como mereces). A vida faz sentido quando caminhas em frente, sem olhar para trás (o passado é a tua história e faz sempre parte das tuas memórias). A vida faz sentido quando aprendes a dizer não, quando começas a dizer o que sentes e quando percebes que a tua opinião é a mais importante para ti. A vida faz sentido quando deixas de parecer forte para ser forte! A vida faz sentido quando ouves o teu coração e segues o teu caminho (não existem caminhos certos ou errados, existem caminhos e só tu sabes o teu caminho). Entenda que é você comanda a sua vida. A começar pela sua mente. Entenda que as suas emoções advém dos seus pensamentos, e não o contrário. Não se permita afogar em emoções destrutivas, como se não tivesse controlo acerca de si. Você sempre esteve e está no controlo: assuma com vontade e sabedoria essa dádiva de condução e escolhas. Nada nem ninguém é mais responsável pela sua vida, do que você mesmo. Deixe o passado no passado. Cada vez que reviver o passado com dor ou excesso de envolvimento, coloque-se no presente do presente: o hoje, o aqui e o agora. Pense que é daqui pra frente. É hoje. O momento é o agora, e os recursos são os actuais, e não os que já se foram. Não sofra por antecedência. Pense no futuro como uma consequência do que constrói hoje. Volte-se ao hoje, ao aqui e agora. “Seria tudo mais fácil de entender se confessássemos, simplesmente, o nosso infinito medo, esse que nos leva a povoar o mundo de imagens à semelhança do que somos ou julgamos ser, salvo se tão obsessivo esforço é, pelo contrário, uma invenção da coragem, ou a mera teimosia de quem se recusa a não estar onde o vazio estiver, a não dar sentido ao que sentido não terá.” (José Saramago)